Blog

[Dia do Saci]

Dia do Saci

Valorizando a cultura brasileira

Dia 31 de outubro é Dia do Saci. Isso mesmo, Dia do Saci. Embora ainda menos conhecido do que o Halloween, comemorado no mesmo dia, o Dia do Saci foi uma data criada por meio de um projeto de lei federal, no ano de 2003, a fim de valorizar o folclore e a cultura brasileira.

A iniciativa foi fundamental para pais, professores e educadores proporcionarem o contato com a nossa cultura brasileira como lendas e fábulas desde cedo. Com a atenção dominada por videogames e desenhos animados estrangeiros, cada vez a cultura brasileira tem menos espaço no repertório infantil.

Além de alimentarem a imaginação, a criatividade e incentivarem o livre brincar com jogos e brincadeiras - sobretudo pela reprodução das histórias - as lendas e fábulas brasileiras são fundamentais para as crianças pois, via de regra, foram criadas com influência da miscigenação, característica fundamental do povo brasileiro. Dessa forma, mais do que um simples entretenimento, elas oferecem lições sobre a origem de nosso povo, usos e costumes de outras regiões do país, como Norte e Nordeste – quase totalmente desconhecidas pelos moradores de grandes metrópoles do Sudeste.

Durante décadas, o escritor Monteiro Lobato, por meio de sua obra mais conhecida, o Sítio do Pica Pau Amarelo, foi o principal disseminador de algumas das mais lindas e importantes lendas e fábulas brasileiras. Personagens como boitatá, cuca, curupira, mula sem cabeça e o próprio Saci Pererê também sempre tiveram presença garantida em seus livros, que faziam muito sucesso entre as crianças, sobretudo entre os anos 1960 e 1970.

O resgate da obra de Monteiro Lobato pelos pais é, inclusive, a oportunidade de aproximar as novas gerações da cultura brasileira e, ao mesmo tempo, incentiva a leitura nas crianças, outra ferramenta indispensável para o desenvolvimento infantil.

Seja em casa, nas escolas ou no Museu da Imaginação o Dia do Saci é uma data que merece ser comemorada por meio de atividades como, além da leitura de fábulas brasileiras, com desenhos e confecção de bonecos do personagem, teatro e brincadeiras que façam referência ao seu universo.

Atualmente, muito se fala em amor ao Brasil. Amar a cultura brasileira, no entanto, infelizmente ainda é visto como um gesto menor e ultrapassado por aqueles que tendem a abraçar apenas “o que vem de fora”. Já é tempo de mudar essa percepção e colocar as crianças em contato com sua própria identidade. O Dia do Saci pode ser um belo ponto de partida.

Quero meu ingresso para visitar o museu da imaginação