Blog

[Como o isolamento social afeta o comportamento infantil?]

Como o isolamento social afeta o comportamento infantil?

A pandemia do Coronavírus mudou o mundo, inclusive o comportamento infantil. Leia nosso post e saiba como lidar com essa situação.

Felizmente, as estatísticas demonstram que as crianças e os jovens não são tão afetados pela pandemia do Coronavírus quanto os adultos. No entanto, se faz necessária uma atenção especial para o comportamento infantil nessa época de dificuldades.

O mundo volta a atenção nesse momento para os idosos e pessoas que possuem fragilidades na saúde com relação à contaminação da COVID-19.

No entanto, além da doença propriamente dita, existem outros problemas que afetam as pessoas e que podem deixar marcas por toda a vida, ocasionando:

  • medo,
  • traumas,
  • ansiedade,
  • depressão.

As crianças, especialmente, vivem momentos difíceis, pois sabem que algo está acontecendo, mesmo não compreendendo exatamente o quê.

Neste post apresentamos como o isolamento social afeta o comportamento infantil. Continue lendo e saiba mais sobre o assunto!

O isolamento social e o comportamento infantil

O isolamento social é indispensável no enfrentamento da COVID-19, uma doença contagiosa que leva muitas pessoas a óbito, especialmente aqueles que estão vulneráveis ou que possuam idade avançada.

Contudo, esse isolamento também pode trazer sérias consequências psíquicas, já que milhares de pessoas vêm encontrando dificuldades em lidar com a situação.

As crianças também podem sofrer essas consequências e é importante que os pais fiquem atentos ao comportamento infantil.

Mudanças comportamentais podem indicar algum problema, que pode estar relacionado ao isolamento social.

Mudanças na rotina

Sem qualquer preparação, de um dia para outro o mundo mudou. Os pais, que antes saíam cedo para os seus trabalhos, passaram a ficar em casa, as aulas foram suspensas e as brincadeiras com os coleguinhas proibidas.

Além disso, a visita aos avós, tios e amigos foram canceladas e os passeios no shopping ou aos parques não são mais realizados.

A mudança de rotina pode levar as crianças a um estresse com sérias consequências se não forem detectados e tratados tão logo sejam percebidos.

Quais os sintomas perceptíveis no comportamento infantil?

Pode-se perceber que algo não está bem com os pequenos a partir do comportamento, em que duas situações podem ocorrer:

Sintomas externos

Quando o comportamento infantil tende a apresentar alguns sintomas não comuns ao cotidiano da criança, é preciso atenção e cuidados especiais. São eles:

  • agressividade,
  • choro,
  • irritabilidade,
  • nervosismo,
  • desobediência.

Esses sintomas indicam que algo não está bem e a atenção dos pais precisa ser redobrada para evitar traumas que possam causar problemas no decorrer da vida da criança.

Sintomas internos

  • Outros sintomas que também demonstram problemas ocorrem com as crianças quando essas apresentam:
  • isolamento,
  • falta de vontade para atividades,
  • distúrbio no sono,
  • falta de apetite,
  • falta de ar,
  • dores.

Também nesses casos é preciso ter atenção e cuidados para que a criança possa reagir e, dentro do possível, levar uma vida normal.

O que fazer nessa situação?

Diante da situação, cuidados especiais com o cotidiano das crianças são necessários, afinal, não se trata de férias e lazer.

Guardando os devidos cuidados, é importante que elas saibam o momento que se vive e os cuidados que precisam ser tomados a respeito.

Os pais têm que desenvolver uma rotina para as crianças que possibilite atividades envolvendo lazer, brincadeiras, tarefas e obrigações. Para isso deve-se:

  • organizar e cumprir com os horários de atividades escolares,
  • horários para a TV e jogos eletrônicos,
  • brincadeiras e atividades divertidas com a família,
  • atividades físicas,
  • tarefas de casa,
  • encontros virtuais com os familiares e amigos.

Procure conversar e permita que exponham as suas opiniões, sem esquecer de apoiá-los e corrigi-los quando não estão compreendendo exatamente o que se passa. O diálogo e a confiança nos pais é muito importante nesse momento.

Esteja atento ao comportamento infantil e aproxime-se das crianças, transmitindo confiança, alegria e a esperança por tempos melhores, afinal, tudo passará. Se você gostou desse post, continue conectado conosco e conheça nossas dicas de museus online para visitar!

Quero meu ingresso para visitar o museu da imaginação